“Apenas mais um”

Domingo será um dia daqueles que pode entrar para a história. Resta saber para qual lado do clássico: Fluminense ou Vasco. Fora de campo, o Tricolor vence por 2×0.

O Fluminense passa por uma excelente fase. Tudo que o Tricolor planeja fazer está dando certo. Dentro de campo, o desmanchado e questionado elenco após a saída da Unimed, corresponde. A mescla de jovens e medalhões surte efeito, o que valoriza cada vez mais o trabalho realizado na base tricolor de Xerém.

Por outro lado, o Vasco, após o título do Campeonato Carioca, é o vice-lanterna do Brasileirão, trocou recentemente de treinador e ganhou duas seguidas, mas voltou a perder.

Nos bastidores do clássico, o Fluminense saiu na frente. O primeiro grande duelo entre as equipes foi pelo lado no estádio. Eurico Miranda insiste em colocar a torcida vascaína no lado direito das cabines do estádio, argumentando que é direito do clube, conquistado por ser o primeiro campeão do Maracanã, em 1950. O tricolor tem contrato com o consórcio que gerencia o estádio e, como mandante, fará prevalecer o contrato e colocará seu torcedor do lado direito.

O segundo embate entre as equipes teve como protagonista Ronaldinho Gaúcho. O presidente vascaíno afirmou estar 90% acertado com o craque, garantindo que se ele voltasse ao Brasil seria para atuar pela equipe de São Januário. No entanto, o Fluminense fez valer os 10% de chance que tinha de contratar Ronaldinho, o que não é surpresa para quem fez valer seu 1% de chance de não ser rebaixado em 2009.

Mas, e no campo, como será? Será “apenas mais um” clássico. A partir do momento em que a bola rolar não existe tabela. Não existe Ronaldinho e não existe lado direito ou esquerdo. É 50% para cada lado.

A torcida tricolor tem tudo para dar um show. Time bem no campeonato, apresentação de um dos maiores jogadores da história do futebol mundial e um adversário que já no primeiro terço do campeonato, flerta com a Série B.

Clássico é clássico. Apenas um sairá satisfeito no domingo. Cabe a nós tricolores fazermos valer o mando e ir apoiar. O resultado pode não vir. Mas a torcida, que já adquiriu boa parte dos ingressos disponíveis, é essencial para este time dar continuidade no campeonato.

E que seja um show, dentro e fora do campo. Que seja o tão esperado clássico 100% da paz.

Por: Marcelo Ribeiro

FOTO GABRIEL PERES/FLUMINENSE F.C.