Botafogo não pode se desesperar caso não seja campeão domingo

No dia 30 de Novembro de 2014, o Botafogo viveu um dos dias mais tristes de sua história. Com a derrota por 2 a 0 para o Santos, o Alvinegro estava rebaixado pela segunda vez para a série B do Campeonato Brasileiro.

3 de Maio de 2015. Um pouco mais de cinco meses depois da tragédia, o 21º título do Campeonato Carioca pode chegar neste domingo. Uma decisão sempre é carregada de emoções, mas a equipe e, principalmente, a torcida não podem se empolgar demais com a vitória. Muito menos entrar em algum tipo de crise caso o resultado seja desfavorável.

O fato é que nem o botafoguense mais otimista poderia acreditar que em tão pouco tempo o Botafogo estaria tão diferente. De um time com poucos jogadores dispostos a continuar no clube neste ano, com dívidas monumentais e sem poder jogar no seu próprio estádio, o Alvinegro já conquistou a Taça Guanabara, é a equipe com a melhor defesa da competição, marcou gols em 20 dos 21 jogos no ano e está a apenas um jogo de ser campeão estadual.

O marco da esperança alvinegra no ano foi a renovação do goleiro Jefferson até 2017. Ídolo da torcida, líder dentro e fora do campo e goleiro da Seleção Brasileira, o jogador tinha todos os motivos para se desligar do Botafogo. Mas o amor ao clube e a confiança na administração da nova diretoria o fizeram continuar.

E também vieram as mudanças. René Simões chegou para assumir a equipe como técnico, e Antônio Lopes como gerente de futebol. Os dois seriam os responsáveis para reformular a equipe, afinal apenas oito jogadores continuaram. Precisando de reforços, mas sem dinheiro em caixa, o Botafogo foi atrás de atletas mais baratos e que se destacaram em 2014 na série B. Os atacantes Bill, Rodrigo Pimpão e Tássio, os meias Diego Jardel, Elvis e Tomas, os zagueiros Renan Fonseca e Alisson chegaram. Assim formou-se um novo Botafogo.

A série B é uma das competições mais difíceis do país. Envolve além de jogos mais pegados, um grande deslocamento por ter equipes em todas as regiões do Brasil. Portanto, sendo campeão ou não neste domingo, o torcedor alvinegro sabe que o principal objetivo do time na temporada é a volta à série A e que todo o trabalho que vem sendo feito é em cima dessa meta.

Inegável que o título daria uma auto-estima enorme aos torcedores que foram do céu ao inferno em menos de um ano. E é isso que todos querem. Mas sem esquecer que o importante está por vir. E que seja um domingo glorioso, um ano glorioso. Pois a torcida merece voltar à elite.